Saber de nada também é legal

abril 22, 2007 às 3:06 am | Publicado em linux, testes, usuario final | 16 Comentários

Estou usando Ubuntu 7.04 (Feisty Fawn) no meu notebook há dois dias (desde o lançamento). Não sei absolutamente nada sobre o sistema: módulos que são carregados (deve ser uma porrada), informações sobre o kernel, otimizações… Só posso dizer que estou gostando. Instalei no notebook e ele reconheceu absolutamente 100% do meu hardware: tudo saiu funcionando como eu queria.

A placa de wireless foi reconhecida automaticamente, só precisei digitar a minha senha WEP da rede (sei que WPA é mais seguro, não encham), o medidor de bateria funciona mais do que perfeitamente (ele avisa se a bateria tá acabando, já foi recarregada, quantos porcento, previsão de tempo restante etc) e o leitor de cartões também é perfeito, com direito de automontagem (você pluga, ele monta).

Instalei o driver da ATI RADEON (agradeço ao fernandofei por umas dicas), coloquei o XGL + Beryl pra funcionar (e humilhar), sincronizei os dados com o palm, coloquei o sistema na rede Samba, configurei a impressora, instalei uns programinhas tudo em alguns minutos.

Tudo simplesmente funciona, é realmente impressionante. Não posso reclamar de absolutamente nada, só posso dizer que é muito gostoso de usar, seja no KDE, seja no GNOME (nunca imaginei que falaria isso do GNOME).

Fica uma síntese do lspci do meu hardware 100% reconhecido perfeitamente pelo Ubuntu 7.04:
00:00.0 Host bridge: ATI Technologies Inc RS480 Host Bridge (rev 10)
00:13.2 USB Controller: ATI Technologies Inc IXP SB400 USB2 Host Controller (rev 80)
00:14.0 SMBus: ATI Technologies Inc IXP SB400 SMBus Controller (rev 83)
00:14.1 IDE interface: ATI Technologies Inc Standard Dual Channel PCI IDE Controller ATI (rev 80)
00:14.2 Audio device: ATI Technologies Inc SB450 HDA Audio (rev 01)
00:14.4 PCI bridge: ATI Technologies Inc IXP SB400 PCI-PCI Bridge (rev 80)
01:05.0 VGA compatible controller: ATI Technologies Inc RS482 [Radeon Xpress 200M]
02:00.0 Ethernet controller: Marvell Technology Group Ltd. 88E8038 PCI-E Fast Ethernet Controller (rev 14)
05:09.0 CardBus bridge: Texas Instruments PCIxx12 Cardbus Controller
05:09.1 FireWire (IEEE 1394): Texas Instruments PCIxx12 OHCI Compliant IEEE 1394 Host Controller
05:09.2 Mass storage controller: Texas Instruments 5-in-1 Multimedia Card Reader (SD/MMC/MS/MS PRO/xD)

Mas… já está na hora de voltar pro meu querido Gentoo!

Screenshot do Ubuntu 7.04 (clique para ampliar):

Screenshot GNOME - Ubuntu 7.04

Anúncios

Usando reiser4 no Slackware 11.0

novembro 28, 2006 às 3:31 am | Publicado em linux, nerdices, tecnologia, testes | 1 Comentário

Como todos sabem, Hans Reiser está preso por ser suspeito de ter assassinado a sua ex-esposa… mas, para a alegria de alguns nerds algumas pessoas estão dando continuidade ao projeto.

Resolvi testar um patch para o kernel 2.6.18 que um amigo (Smyows) fez e funcionou perfeitamente no meu kernel 2.6.18.3.

Leia o anúncio do patch no blog do Smyows

Bom…. o que observei é que realmente o reiser4 é realmente mais rápido que o reiserFS 3.6, porém você terá que formatar a partição para usá-lo.

Para usar o reiser4 é infinitamente fácil, considerando que você tem familiaridade com recompilar um kernel (se você não faz idéia do que estou dizendo mate-se).


Palavras do próprio Smyows:
ATENÇÃO: não use /boot nem / com reiser4!!!! Se o fizer seu lilo vai demorar uns 20 min pra gravar na mbr, eu não recomendo no momento o uso desse FS 😀

Tanto q reformatei p/ ext3 meu patch eh um port da v 2.6.17-3 caso queira já existe disponível a v. oficial da namesys em ftp://ftp.namesys.com/pub/reiser4-for-2.6/2.6.18

Vamos parar de enrolação e botar logo a mão na massa né?

Requisitos:

* patch do kernel
* libaal
* reiser4progs

Os softwares e o patch encontram-se em:

ftp://ftp.namesys.com/pub/

Após efetuar o download dos arquivos necessários, vamos aos passos:

Aplique o patch no kernel e recompile-o

1- descompate o arquivo reiser4-for-2.6.18-1-smyows.patch.tar.gz em /usr/src/linux e recompile o kernel:

# cd /usr/src/linux
# patch -p1 Reiser4 < reiser4-for-2.6.18-1-smyows.patch

2- Recompile o kernel:

# make menuconfig

Vá em: File systems e marque as opções:

<*>Reiser4 (EXPERIMENTAL)
[*] Enable reiser4 debug mode

3- Saia, salve as alterações e gere a bzImage:

# make bzImage
# cp /usr/src/linux/System.map /boot/System.map-2.6.18.3
# cp /usr/src/linux/arch/i386/boot/bzImage /boot/vmlinuz-2.6.18.3

4- Altere o /etc/lilo.conf

# vi /etc/lilo.conf
# lilo -v

5- Dê um reboot para que você possa carregar o novo kernel com suporte ao reiser4:

# shutdown -r now

Instalando as ferramentas do reiser4 e formatando a partição

6- Descompacte os arquivos *tar.gz e instale-os:

$ ./configure
$ make
# make install
# ldconfig

7- Desmonte a partição para que seja realizada a formatação e mande brasa:

# make_reiser4 /dev/hd*

Confira se está tudo ok:

# fsck.reiser4 /dev/hd*

8- Monte a partição:

# mkdir /backup
# mount /dev/hd* -t reiser4 /backup

após montar veja se está ok e montada como reiser4:

# df -hT |grep reiser4

vai aparecer algo como:

root@chemonz:~# df -hT |grep reiser4
/dev/hda7 reiser4 6,1G 3,8G 2,3G 63% /download
/dev/hdd1 reiser4 36G 2,0G 34G 6% /backup

9- Altere o seu /etc/fstab para que seu slack possa montar as partições automaticamente no boot:

#vi /etc/fstab

altere os pontos de montagem como segue o exemplo:

/dev/hda7 /download reiser4 defaults 1 2
/dev/hdd1 /backup reiser4 defaults 1 2

Pronto! Você está usando reiser4 no seu Slack 11…. legal isso né?

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.